el Fado

À volta do Fado no X-centrico…
viagra vasodilatorviagra 2011 salesviagra expirationviagra resultsviagra nitroglycerinviagra red faceviagra vs cialis priceviagra japanviagra online canadaviagra in womenviagra vs enzyteviagra cialisviagra recreational useviagra grapefruitviagra directionsviagra usaviagra jingleviagra no prescriptionviagra erectionviagra from indiaviagra wikiviagra no prescription usaviagra and alcoholviagra virusviagra buyviagra over the counterviagra juicingviagra by mailviagra triangle restaurantsviagra pillsviagra indiaviagra premature ejaculationviagra dangersviagra joke labelsviagra vs revatioviagra storiesviagra virus emailviagra q&aviagra in canadaviagra kaiser permanenteviagra eye problemsviagra factsviagra urban dicviagra zoloft interactionviagra manufacturerviagra erowidviagra blue visionviagra walgreensviagra super activeviagra durationviagra adviagra quick deliveryviagra las vegasviagra paypalviagra kidsviagra quick tabsviagra light switchviagra los angelesviagra doesn't workviagra from canadaviagra canadaviagra zonder receptviagra effectsviagra prescriptionviagra kick in timeviagraviagra 30sviagra y alcoholviagra use directionsviagra super forceviagra menviagra substituteviagra timeviagra kick inviagra free trialviagra for pulmonary hypertensionviagra kaufenviagra long term effectsviagra usage tipsviagra vs. birth controlviagra going genericviagra knock offsviagra original useviagra recommended dosageviagra womenviagra not workingviagra experiencesviagra benefitsviagra 25mgviagra voucherviagra expiration dateviagra ukviagra headacheviagra horror storiesviagra professionalviagra makes a romantic relationshipviagra 100mg reviewviagra patentviagra mechanism of actionviagra 25mg side effectsviagra under tongueviagra jellyviagra young peopleviagra youtube channelviagra fallsviagra vs staxynviagra in the waterviagra 100mg priceviagra informationviagra historyviagra when to takeviagra vs cialisviagra and ecstacyviagra interactionsviagra without a rxviagra genericviagra for womenviagra newsviagra dosesviagra use in womenviagra nitric oxideviagra nasal congestionviagra overdoseviagra priceviagra best priceviagra mexicoviagra blogviagra overnightviagra jokesviagra coupon

Neste momento encontra-se na categoria Emanuel Soares.

Emanuel Soares – Caravela da Saudade

Acerca do Emanuel Soares contado aqui pelo proprio:

(El Fado já teve o prazer de partilhar algumas noites de fado com este grande penicheiro agente da PSP)

“Foi no ano de 1996, em Torres Vedras, onde me econtrava destacado profissionalmente que no decorrer de uma noite de fados organizado pela casa do benfica dessa cidade, no entao Restaurante “O Lagartinho”, que eu, por iniciativa de alguns colegas que tiveram a “coragem”, digo isto porque nunca tinha cantado fado acompanhado á guitarra e á viola, de solicitar ao apresentador e fadista, Srº António Verissimo, já falecido, que me fosse permitido cantar um “fadito”. Esse permisso chegou na última parte de fados, momento habitual para que surjam os fadistas de ocasiao nas noites de fado amador. Nesse dia os músicos de serviço eram, na guitarra Portuguesa JosébVargas Inês e na viola Eduardo Lemos, e pelos vistos a “coisa” para nao chamar de actuaçao, nao foi tao mal como isso, porque fui convidado pelos integrantes dessa noite a aparecer em próximas noites de fado. António Verissimo, malogrado fadista amador de Torres Vedras, acumulava ainda as funçoes de apresentador e organizador das muitas noites de fado no concelho de Torres Vedras, pelo que em virtude da minha primeira apariçao em público como “fadista” ter sido na sua presença, facilitou em muito que eu pudesse aquí e ali ir alimentando o gosto e “matando” o “bichinho” que já habitava em mim, de poder cantar fado. Durante um ano participei apenas cantando 3 a 4 fados por noite sem que meu nome constasse na publicidade alusiva a essas noites, fazia assim sempre parte dos “outros”, termo habitualmente usado nos cartéis de publicidade abrindo assim as portas a quem queira arriscar-se como eu o fiz, ou ainda a fadistas que apareçam sem estar convidados mas que devido ao facto de nesse dia nao actuarem em lado algum, queiram acercar-se e participar também eles na noite de fados. Nos dois anos seguintes a minha presença foi mais marcante e também já anunciada como os demais fadistas que participavam nas mencionadas noites. Ao longo do terceiro ano deixei de estar em Torres Vedras e passei a trabalhar e a fazer a minha vida quotidiana em Peniche, minha localidade natal, pelo que os “chamamentos” aos fados foram diminuindo, nao tanto pela distância geográfica, mas porque uma e outra vez nao pude aceder ás noite de fados como habitualmente, por motivos profissionais, pelo que passei a uma actuaçao por mês ou de dois em dois meses. Passados 3 anos passei por motivos de trabalho a viver em Caldas da Rainha, localidade que fez renascer o fado em mim, também pela sorte de ter reencontrado a José Vargas Inês, o primeiro guitarrista de fado que me acompanhou e que há muito nao via, que passou a convidar-me para ir com ele ás noites de fado em que se deslocava para tocar, e assim aos poucos me foi dando a conhecer a novas pessoas do fado que passaram a convidar-me para as noite por estes organizadas. Foi também por intermédio de Zé Inês, que tive a oportunidade de cantar pela primeira vez numa casa de fados em Lisboa, mais própriamente na casa de fados “bacalhau de Molho” onde estava presente nesse dia, para surpresa minha o consagrado fadista Joao Ferreira Rosa, fadista de minha eleiçao, e cantar diante dele foi uma alegria imensa, e para mais nessa noite cantei depois do fadista Zé da Câmara e da fadista Mariza que fez dessa noite uma noite muito especial, pois para mim estar ladeado de grandes vozes do fado foi algo que, confirmo, me tirou o sono nessa noite. Zé Inês teve uma responsabilidade muito grande no meu desenvolvimento como “fadista”, pois sendo conhecedor de tudo o que o fado aporta, sempre foi uma ajuda importante na hora de escolher um reportório adequado ás minhas capacidades, o que por si só foi o suficiente para que pudesse ter o reconhecimento nao só daqueles que gostam de fado, como dos que do fado vivem. Durante os seis anos que estive nas Caldas da Rainha o meu caminho pelo fado foi muito positivo, pois após dois anos de uma quase paragem total, consegui de novo voltar a ser presença habitual nas diversas noites de fado de toda a regeao Oeste, que aos poucos se estendeu a lugares mais distantes e na presença de fadistas e músicos de fado consagrados do panorama Nacional. Em Dezembro de 2005 a minha vida tomou um rumo inesperado, mas por vontade própria, já que passei a residir no estrangeiro, mais própriamente na bonita cidade Espanhola de La Coruña na pronvincia Galega. Ao dia de hoje as minhas actuaçoes fadistas sao menos assíduas, mas ainda vou tendo a alegria de ser chamado a cantar em Portugal, o que me dá uma alegria muito grande, pois é o sinal mais vivo de que todo o trabalho efectuado durante uma década de momentos altos e baixos serviram de algo, quanto mais nao seja o cimentar de grandes e bonitas amizades. Durante esta caminhada existem pessoas e lugares, que sempre ficarao na minha memória, já que em determinado momento foram importantes na minha evoluçao fadista. Mais recentemente, tenho sido voz de um projecto musical que se intitula Abrildofadoatlantico, cantando fado, por Galicia, que me tem aportado momentos de alegria compartidos com restantes elementos do grupo e publico em geral. A todos os que por aqui passem, um muito obrigado e espero que tenha sido do vosso agrado os temas elegidos, deixem um “olá” e um até sempre, um abraço amigo de Emanuel Soares.”

(in MYSPACE)

Posted 8 years, 11 months ago at 23:19.

Add a comment